Uma matéria divulgada pela Escola Paulista de Enfermagem da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP), estimula a reflexão sobre o papel das drogas no cotidiano de nossa sociedade e quais medidas de prevenção são essenciais. O abuso de drogas é um fenômeno complexo, envolvendo múltiplos fatores de risco como baixa autoestima, conflitos nas relações familiares, pobreza, facilidade de acesso às drogas etc. Por outro lado, existem os fatores de proteção, que reduzem as chances do uso abusivo, tais como desenvolvimento de habilidades pessoais, sociais, cognitivas etc. Para a leitura do texto completo: clique aqui.

Segundo Dra. Maria Lucia Formigoni, coordenadora da Unidade de Dependência de Drogas do Departamento de Psicobiologia da Escola Paulista de Medicina da UNIFESP, a ciência mostra que o desenvolvimento de dependência de álcool ou de outras drogas é resultado de uma soma de fatores de vulnerabilidade, incluindo aspectos biológicos, psicológicos e sociais; as intervenções mais efetivas levam em consideração esses fatores, desenvolvendo projetos terapêuticos para cada pessoa. Para ler a matéria completa: clique aqui.

A vice-presidente da Associação Brasileira de Estudos sobre o Álcool e outras Drogas (ABEAD), Alessandra Diehl, explica que as motivações para o consumo de álcool, por exemplo, incluem a pressão social e aceitação pelo grupo de amigos, o exemplo de pais e familiares, o comportamento típico adolescente de assumir riscos e a percepção equivocada de que é normal beber com frequência e em quantidades exageradas. Para acessar a matéria completa: clique aqui.