A equipe do CENPRE mantém a preocupação com a qualidade do acolhimento e realiza reuniões e estudos de caso para aprimorar o atendimento à população. Todas as pessoas que procuram o CENPRE, com ou sem encaminhamento, usuários do SUS e de convênios ou particulares, residentes ou não em Rio Grande, são acolhidos pela equipe. 

Profissionais e estagiários se reuniram na última terça-feira, 17/07/2018, para iniciar a revisão da ficha de acolhimento, instrumento que é utilizado pela equipe para cadastrar e coletar dados relacionados ao acompanhamento e evolução do paciente. Na ocasião, foi discutida a importância do acolhimento das pessoas que procuram o CENPRE, pois esse tema tem especial importância para a equipe e para o público.

O acolhimento é uma ação de aproximação e de escuta, um "estar com" e um "estar perto de", uma atitude de inclusão e um compromisso com o reconhecimento do outro, acolhendo as diferenças, as dores, as alegrias, os modos de viver e sentir a vida. O acolhimento é um compromisso coletivo de se envolver, um modo de produzir saúde, de construir vínculos e de buscar a garantia de acesso com responsabilidade e resolutividade (Brasil, 2010).

 

Referência: Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Núcleo Técnico da Política Nacional de Humanização. Acolhimento nas práticas de produção de Saúde. 2.ed. 5.reimp. Brasília: Ministério da Saúde, 2010.